Febre amarela é uma doença causada por um vírus . As pessoas podem apresentar Sintomas  como febre, calafrios e dores musculares, principalmente nas costas. Esses sintomas  geralmente melhoram ao fim de cinco a sete dias. Algumas pessoas podem apresentar  acometimento no fígado provocando amarelão na pele ( icterícia). O vírus da febre amarela é transmitido pela picada de um mosquito fêmea infetado. A febre amarela infecta seres humanos, macacos e várias espécies de mosquitos.  Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. Segundo o Ministério da Saúde, somente as pessoas que moram em áreas endêmicas é que devem receber a vacina. A indicação se estende àqueles que irão se deslocar para estas áreas no Brasil ou viajar para países de risco para febre amarela. A vacina que previne a Febre Amarela pode ser aplicada em pessoas com idade entre 9  meses e 59 anos. Atualmente, a recomendação é receber apenas uma dose,  não sendo  mais necessária a dose de reforço a cada 10 anos. A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) orienta que pacientes alérgicos ao ovo devem receber alguns cuidados ao se vacinarem contra a Febre Amarela.

As principais orientações:

1- O paciente que apresenta reações alérgicas leves a moderadas após ingestão de ovo pode receber a vacina sob supervisão médica e deve permanecer em observação por 30 minutos após receber a vacina.

2-Paciente com reações alérgicas graves após a ingestão de ovo, como falta de ar ou Edema  de glote, não devem receber a vacina. Devemos também considerar o risco de exposição à febre amarela. Ou seja, se o paciente  residir em uma área de muito risco, mesmo sendo alérgico ao ovo e reações  muito graves , a aplicação da vacina contra a febre amarelada poderá ser considerada. Nesses casos e em outros em que haja dúvidas, o paciente devera ser por um especialista.